Início / Notícias / Coronavírus / Sintomas e dúvidas sobre testes lideram chamadas no Disk Corona

Sintomas e dúvidas sobre testes lideram chamadas no Disk Corona


Desde o início da pandemia da Covid-19, a população se encontra temerosa, não apenas com o avanço dos casos, mas devido a tantas dúvidas que a pandemia trouxe consigo. Sobre os sintomas da doença, conduta em relação a higiene pessoal, como e quando fazer o teste, quando a pessoa deve ser monitorada e quando ela é considerada um caso suspeito. E não para por aí, em função de tanto medo e incertezas com relação ao futuro, a pandemia também fez aumentar os casos de transtornos psicológicos.

Para se ter uma ideia, a Secretaria Municipal de Saúde informou que no mês de junho, o Apoio Psicológico do Disk Corona registrou um aumento significativo na procura, e os números continuam subindo. O atendimento funciona todos os dias, das 7h às 19h, inclusive em finais de semana e feriados. Foi criado para escuta e orientação de pessoas com sintomas de transtorno psicológico/mental em função da pandemia, ou pacientes que já estavam em tratamento e que tiveram seus casos agravados. A partir da escuta telefônica, o psicólogo define a abordagem adequada e verifica a necessidade de aconselhamento ou mesmo de orientação para encaminhamento a outros serviços do município.

Ainda de acordo com a Saúde, as principais dúvidas que chegam pelo Disk Corona estão relacionadas aos sintomas e a testagem (tipo de teste, quando testar e quem deve testar).

Diferenças entre os casos

• Caso positivo: paciente confirmado por critérios de exames (exame de PCR ou teste rápido) ou clínico/epidemiológico em pacientes que foram infectados com o novo coronavírus.

• Caso em investigação: paciente que manifestou e/ou está com sintomas de síndrome gripal (febre acima de 37,8° – mesmo que relatada – ou sensação febril, acompanhada de tosse ou dor de garanta, ou coriza, ou dificuldade respiratória), que fez os exames para diagnóstico de Covid-19 e está aguardando o resultado ser processado pelo laboratório.

• Caso monitorado: paciente que manifestou e/ou está com sintomas de síndrome gripal, passou por um serviço médico, a Epidemiologia do município processou os dados da notificação e o paciente ficará em acompanhamento por uma equipe especial da Secretaria de Saúde (equipe de monitoramento), que ligará para ele de 48 em 48 horas. Se for idoso ligará de 24 em 24 horas. No prazo de 14 dias do início dos sintomas.

Como acontece a contaminação

• Quando a pessoa conversa a menos de um metro de distância, sem o uso de máscaras, por mais de 15 minutos, com o suspeito ou caso confirmado (positivo) de Covid-19.

• Quando a pessoa aperta a mão de algum caso suspeito ou confirmado (positivo) de Covid-19.

• Quando a pessoa vive em um mesmo domicílio de caso suspeito ou confirmado (positivo) de Covid-19.

• Demais situações de contato serão definidas pela investigação epidemiológica. Se as pessoas se enquadrarem nestas situações e manifestarem sintomas de síndrome gripal, devem ser testadas.

• As demais pessoas que enquadrarem-se nestas situações, mas não manifestarem sintomas, devem permanecer em isolamento por 14 dias.
Se por acaso manifestarem sintomas de síndrome gripal dentro deste período, devem ligar no Disk Corona, passar por avaliação e serão encaminhadas para consulta médica no Centro Especial de Combate ao Covid-19.

• Quem definirá o dia correto para o teste e se o paciente deve ser testado é o médico e a equipe da Epidemiologia.

Quando é indicado fazer o teste


• Teste RT-PCR – período de 3 a 7 dias do início dos sintomas
• Teste sorológico (teste rápido) – 7 dias após o início dos sintomas
• Tomografia – conforme critério médico

Texto: Maurenn Bernardo

Foto: divulgação

Publicado na edição 1220 – 09/07/2020

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*