Compartilhe esta notícia

O direito à inclusão da pessoa com deficiência visual foi tema de um seminário realizado na sexta-feira (18), no Complexo Pedagógico Lucy Machado e reuniu profissionais da Educação, familiares e estudantes. A iniciativa é do Centro de Atendimento Educacional Especializado Área Visual (CAEE-AV), da Secretaria Municipal de Educação (SMED) e contou com o apoio da Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Visuais de Araucária (APADVA).

Para o secretário de Educação, Ronaldo Martins, o Seminário é um momento histórico para a educação do município e vem ao encontro de um debate presente em todo o país.

O evento contou com quatro palestras. A primeira ocorreu durante o período da manhã com o professor da Secretaria de Estado da Educação, Ricardo José de Lima, que abordou sobre “As possibilidades da pessoa com deficiência visual na sociedade”. A segunda foi ministrada pela doutora Maria de Fátima Joaquim Minetto, que discutiu sobre a inclusão do aluno com deficiência visual na escola.

O professor do Instituto Hermann Gorje, Clodoaldo de Oliveira discutiu, no período da tarde, sobre os aspectos da pessoa com deficiência visual. Já à noite ele destacou o papel da família no desenvolvimento da pessoa com deficiência visual.

Na oportunidade os profissionais da educação municipal trouxeram reflexões e relatos de experiências sobre a inclusão de alunos. As profissionais Eliane Aparecida Alves e Giovana Braz da Silva falaram sobre a inclusão de uma aluna no CMEI Califórnia. Para elas, é importante a inclusão de alunos com deficiência visual já na educação infantil.

O diretor da Escola Municipal Rural Rosa Picheth, Luiz Carlos Carvalho destacou o papel do gestor escolar frente à inclusão de alunos com deficiência visual. Para ele, a escola precisa rever seus conceitos e a chegada de um aluno com deficiência visual deve ser vista de forma natural. ”É apenas mais um aluno que está sendo matriculado na escola”, disse.
 

Compartilhe esta notícia
Fechar anúncio