Home / Notícias / Policial / Suspeito de crime brutal no Costeira nega autoria

Suspeito de crime brutal no Costeira nega autoria

Crime brutal chocou a comunidade araucariense. Foto: divulgação

Luiz Carlos de Siqueira, 39 anos, suposto autor do crime brutal ocorrido na noite de sexta-feira, 11 de outubro, na rua Dr. Alceu da Silva Oliveira, no bairro Costeira, disse, em depoimentos colhidos logo após sua prisão em flagrante, que é inocente. Luiz é acusado de ter matado a facadas a própria esposa Luciane Aparecida Moreira, 43 anos, e a sogra, Lucia Moreira, 64 anos, e ainda ter esfaqueado o sogro Diniz Moreira, 75 anos, que ficou gravemente ferido. O crime aconteceu por volta das 21h30 e chocou os vizinhos que, segundo informações, teriam ameaçado linchar o suposto autor.

Em um dos depoimentos, o homem relatou que há tempos vinha desconfiando de uma suposta traição por parte da companheira. Ela negava, mas ele não se conformava, e começou a sentir muitos ciúmes. No dia dos fatos, Luiz teria ido a um bar beber, antes de ir pra casa. Quando chegou, uma briga se iniciou e a mulher teria partido pra cima dele, pedindo que fosse embora, e que não queria mais o relacionamento, ela também teria tentado pegar uma faca, momento em que Luiz foi mais rápido, conseguiu se armar e, na tentativa de se defender, acabou esfaqueando a mulher. A sogra teria entrado na briga e acabou sendo esfaqueada. Depois, segundo ele, o sogro tentou contê-lo, momento em que também acabou sendo esfaqueado.

Em um segundo depoimento, Luiz contou à polícia que quando chegou em casa do bar, uma briga violenta estava sendo travada na família e que o sogro estaria esfaqueando a esposa Lucia e a filha Luciane. Nesse momento, ele teria partido pra cima do sogro, na tentativa de contê-lo, porém, em defesa, acabou o esfaqueando. Ainda no depoimento, o suspeito relata que em seguida, vendo a companheira e a sogra caídas no chão, ficou desesperado e ligou para o Samu e para o Corpo de Bombeiros, pedindo socorro.

Segundo a Polícia Militar, quando a equipe chegou ao local, o sogro estava caído do lado de fora da casa, gravemente ferido, e teria relatado ser Luiz o autor das facadas. Já Luiz estava sentado à mesa, falando ao celular, aparentemente bêbado, com as mãos sujas de sangue. As investigações com relação ao crime seguem a cargo da Delegacia de Araucária.

Publicado na edição 1185 – 17/10/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*