Home / Notícias / Policial / Suspeitos de roubar agência do Banco do Brasil foram presos

Suspeitos de roubar agência do Banco do Brasil foram presos


Eles fazem parte de uma associação criminosa que foi
desmantelada em Curitiba durante operação da Polícia Civil. Foto: divulgação

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) derrubou uma associação criminosa suspeita de envolvimento em diversos roubos a bancos em Curitiba e na Região Metropolitana. Um desses bancos seria o Banco do Brasil, em Araucária, que foi alvo dos bandidos no dia 5 de abril recente. Eles invadiram a agência e detonaram vários explosivos, provocando grandes estragos.

As prisões aconteceram no dia 9 de julho. Seis homens com idades entre 32 e 41 anos foram detidos em flagrante, e com eles, a polícia apreendeu fuzis, cartuchos, munições e demais apetrechos utilizados para a prática dos crimes, além de veículos, drogas e dinheiro. A ação foi deflagrada nos bairros Umbará, Jardim Social e São Francisco, em Curitiba, e também na cidade de Barra do Turvo, no estado de São Paulo.

Os presos foram identificados como Alex Gomes, o “Molecote” ou “Pônei”; Antonio Marcos Soares Floriano, o “Marquinhos”; Carlos Eduardo Fernandes Moreira, o “Carlos” ou “Gordo”; Devit Luis Pedroso, o “DVD” ou “DDD”; Fabiano Guimarães Medeiros, o “Magelo” ou “Colombiano PCC”; e Jean Lucas Soares, o “Buiu”. Segundo a PCPR, todos são perigosos e possuem mandados de prisão em seu desfavor.

Investigações

Segundo as investigações, que duraram quatro meses, a PCPR chegou até uma residência, situada no bairro Umbará, na capital, onde os indivíduos foram encontrados. No local foram apreendidos cinco veículos, farto armamento, diversas munições, uniformes e equipamentos táticos, como coletes balísticos, 12 quilos de crack, 300 gramas de maconha e algumas cédulas de dinheiro parcialmente queimadas, totalizando cerca de R$ 2,3 mil.

No bairro Jardim Social, em outra casa, foram encontradas três calças e fardas da PMPR, além de um par de placas e um caderno de anotações, provavelmente usado para a contabilidade do grupo.

Em uma chácara em Barra do Turvo (SP), foi localizada uma Pajero utilizada em diversos crimes de roubos e furtos, principalmente a bancos. O veículo aparece em imagens de câmeras de segurança em diversas ações criminosas com o uso de explosivos em agências bancárias.

Ao todo foram apreendidos seis fuzis, três pistolas, 1.016 munições de calibres variados, 24 carregadores de arma de fogo, 10 explosivos, uma sacola de miguelitos, oito coletes balísticos, uma capa de colete, uma máquina de contar dinheiro, uma serra circular e uma marreta, além de 13 aparelhos celulares, diversos documentos falsos e placas de veículos.

Publicado na edição 1172 – 18/07/2019

Sobre Redação

Redação

One comment

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*