Início / Colunas / Editorial / Tudo o que é público precisa ser publicizado

Tudo o que é público precisa ser publicizado


A missão de existir de O Popular é bem informar. E quando fazemos esta opção temos que abrir mão de várias outras. Isto porque, muitas vezes, nossos personagens são as mais variadas pessoas. Gente que, por circularmos numa cidade razoavelmente pequena, estão ao alcance da nossa janela.
Obviamente, esta proximidade de quem noticia do noticiado muitas vezes gera atritos. Recentemente, por exemplo, veiculamos uma relação oficial, de domínio público, de multas aplicadas pelos agentes de trânsito deste Município.

A ideia de divulgar a relação, aliás, foi motivada por uma série de pedidos de nossos leitores, que diariamente entravam em contato com nossa Redação questionando como saber se haviam sido multados.

Ao publicar a relação, no entanto, algumas pessoas se mostra­ram contrariadas com a matéria: viram nela uma exposição desnecessária dos motoristas autuados.

É preciso respeitar a opinião dessas pessoas, mas não é aceitável que concordemos com o raciocínio delas. Afinal, a relação divulgada é pública. A lista de carros multados é meramente um serviço de utilidade pública feito pelo O Popular, cujo objetivo é informar os motoristas que come­teram alguma infração. Qualquer pessoa que enxergue algo além disso nessa lista ou que se debruce para verificar se a placa do carro do vizinho está na lista precisa urgentemente procurar ajuda profissional, pois está se preocupando em demasia com a vida alheia.

Há que se relembrar ainda que celeuma parecida já foi vivenciada pelo O Popular e outros diversos órgãos de imprensa Brasil agora quando se noticiou o salário dos servidores públicos, benefícios recebidos por políticos, relação de motoristas com CNH suspensa e assim por diante. Muitos vinham nessa publicização uma invasão de privacidade.

Passado a estranheza inicial, no entanto, as pessoas entenderam que tudo aquilo que é praticado ou sujeito a fiscalização de órgãos públicos precisa ser, obviamente, publicizado. E é papel da imprensa colaborar com isso, até como uma forma de garantir a transparência desses dados e diminuir qualquer possibilidade de que, nos bastidores, haja conversas no sentido de não punir quem comete uma infração.

Firmes neste processo de seguir dando publicidade ao que acontece em Araucária, O Popular seguirá sua caminhada! Pensemos nisso e boa leitura

Publicado na edição 1104 – 15/03/2018

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*