Home / Notícias / Policial / Um dos suspeitos pela morte do sócio da Protect apresentou álibi e foi liberado

Um dos suspeitos pela morte do sócio da Protect apresentou álibi e foi liberado


Um dos dois suspeitos presos pela morte de Célio Roberto Soares de Campos, sócio proprietário da empresa de segurança Protect, no dia 5 de junho, foi liberado pela Polícia Civil de Araucária porque apresentou um álibi. Ele seria o sujeito que passou na frente da empresa, onde Celio estava reunido com o sócio, teria tirado fotos e pedido para um motorista de aplicativo deixá-lo a algumas quadras do local. Após cerca de 10 minutos, esse indivíduo teria retornado, entrado na empresa de segurança e executado Celio com um tiro na nuca.

O segundo suspeito, que permanece detido, com prisão temporária, é o próprio sócio de Celio, Everton Gonçalves, que segundo apontaram as investigações, seria o mandante do crime, e o responsável por tentar simular um latrocínio, inclusive maquiando a cena do crime, ocorrido em 14 de março de 2019, na rua Julia Tereza Bini, no Centro.

Publicado na edição 1216 – 11/06/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*