Home / Colunas / Isidorio Duppa / Um santo remédio

Um santo remédio


Compadre Ignácio se achegando cedo dando notíça que Comadre Milka estando internada no Hospital, que nem os médico sabendo dereito o que iéla tendo mais podendo ser coisa ruim, já vindo com os zóio cheio de água e dizendo que estando preocupado se coisa grave acontecendo, quem indo cuidar das criança, quem indo limpar casa, fazer cumida, limpar quintal, tirar leite de vaca, lavar estrebaria, matar porco, capinar mato, plantar batata, fazer mantega, quejo, requejón, quem indo lavar ropa, consertar cerca, escovar cavalo, tratar galinha, matar rato, passar veneno da horta, desintupir privada, passar escovón no chón, ariar as panela, ajuntar esterco, penerar aróis, malhar fejón, colher laranja, trocar telha quebrada, tirar água do poço, juntar cocô dos cachoro, picar lenha, buscar lavage pro porco, e pior ainda, quem indo fazer uns agrado nele. Iéu enton foi dizendo pra compadre que comadre devendo estar doente por fazer todas coisa de casa, que sendo muito trabaio e compadre non ajudando em nada, que nem pra ajuntar gavirova caída non servindo. Compadre Ignácio levantando vóis pra iéu já foi dizendo que estando de férias no trabaio e que percisando descançar. Desgraçado, só sendo varedor de rua na cidade, nem pegando no pesado, gastando metade do salário na pinga e ainda arumando umas candanga da cidade. Iéu ficando imaginando comadre estirada numa cama de enfermaria, cós zoio estanhado, boca aberta, cheio de tubo entrando garganta abaxo e apareio apitando, iéu confessando, me dando uma dó no coraçón, um remorso, porque se iéla fazendo todos iéste trabaio de casa e ainda sobrando tempo pra ficar cherosa pra quando iéu indo tomar café na tarde com iéla, porque iéla sendo mesmo uma muiér de fibra e coitada agora estando jogada como morimbunda. Iéu non pensando duas véis, vistiu ropa de domingo e foi no hospital visitar comadre Milka. Se achegando na recepiçón foi dizendo pra mocinha que vindo fazer visita e iéla dizendo que visita só sendo premitida pra pessoa da família, enton iéu pensando que podendo se passar por marido dela só pra fazer visita e passar mon na testa da comadre, foi dizendo que sendo casado com iéla, mocinha enton mandando esperar que médico querendo falar com iéu em particular. Desgracéra Mésmo!!! Coisa devendo ser séria mesmo que médico querendo falar em particular, comadre devendo estar mesmo nas última, inté lágrima escorendo debaxo dos zócro. Despois de uma duas hora médico chamando, fechando porta do consultório, zoiô pra iéu e começô falando que iéu sendo um desgraçado, um lazarento, um cárpula, vagabundo, que nem prestando pra ser marido proque mulher estando esgotada de tanto trabaio, porque non tendo quem ajudando em casa e sorte que iéla tendo um vizinho que vindo tomar café de tarde com iéla porque sendo a única coisa que dexando iéla feliz senon já tinha batido bota. Desgracéra Mésmo!! Que sorte que iéu tendo, já pensô se médico falando iésto pra compadre Ignácio? Valeu a pena ser xingado, pelo menos agora iéu sabendo que sendo o santo remédio da Comadre!!

Publicado na edição 1216 – 11/06/2020

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*