Home / Notícias / Geral / Unidade de cuidados paliativos atenderá pacientes do SUS

Unidade de cuidados paliativos atenderá pacientes do SUS


A primeira unidade de cuidados paliativos do Sul do Brasil com atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o Hospice Erasto Gaertner, foi inaugurada na sexta-feira, 24 de janeiro, em Curitiba, com a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior. O espaço foi construído pelo Hospital Erasto Gaertner (HEG), referência no País em tratamento de câncer, com investimento de cerca de R$ 4 milhões. A maior parte dos recursos, 3,1 milhões, é fruto de parceria firmada em maio de 2019 entre o Governo do Paraná e a Volkswagen do Brasil.


O montante refere-se à contrapartida da montadora aos incentivos fiscais concedidos em 2018 por meio do Paraná Competitivo, programa do Governo do Estado para a atração de investimentos. Também foi anunciado no evento um investimento de R$ 5,5 milhões para nova unidade hematológica do HEG, recursos que também são contrapartida da empresa.

O Estado destinou, ainda, por meio da Secretaria da Saúde, R$ 709 mil para a aquisição de equipamentos. “O Hospital Erasto Gaertner conta com uma fantástica equipe de profissionais e tem importância muito grande para o Paraná e para o Brasil”, afirmou o governador.

O Hospice Erasto Gaertner, voltado exclusivamente para pacientes com doenças em estágio terminal e apoio a seus familiares, vai permitir duplicar a média anual dos atendimentos e principais procedimentos médicos do serviço de cuidados paliativos. Segundo o Ratinho Junior, a estrutura e a metodologia representam um avanço no tratamento de câncer. “Esses pacientes necessitam de atenção dos profissionais e familiares. A nova estrutura deverá oferecer essa qualidade de atendimento”, destacou.

O governador também disse que a iniciativa é um exemplo do trabalho que vem sendo realizado nesta área no Estado para melhorar os serviços disponibilizados pela rede pública de saúde. “Queremos uma saúde mais humanizada e próxima das pessoas. Desde o ano passado estamos descentralizando a saúde, diminuindo os deslocamentos da população e tentando amenizar o sofrimento dos pacientes”, reforçou.

MEDULA ÓSSEA

Acompanhado do presidente a Volkswagen na América Latina, Pablo Di Si, o governador reiterou a importância de dar continuidade à parceria entre Estado e montadora. Para 2020, foi anunciada a construção de uma nova Unidade Hematológica do Hospital Erasto Gaertner, que oferecerá tratamento com transplante de medula óssea para mais de 150 pacientes por ano, melhorando a operação, capacitação e segurança dos tratamentos a partir do uso intensivo de tecnologia no tratamento de câncer.

O presidente da montadora falou sobre o apoio financeiro para a execução dos dois projetos. “Temos uma relação muito próxima com o Governo do Paraná e, além de gerar empregos e contribuir com o desenvolvimento do Estado, trabalhamos com responsabilidade social, investindo na região”, ressaltou.

HOSPICE

A Secretaria de Estado da Saúde repassou R$ 709 mil à unidade para a compra de equipamentos e materiais médicos hospitalares. Foram adquiridos aparelhos respiratórios, macas, monitores, equipamentos de informática, geladeiras e cadeiras, entre outros.

O secretário da pasta, Beto Preto, disse que a nova unidade do Erasto Gaertner representa um avanço na qualidade do atendimento, permitindo um tratamento digno através do SUS. “Essa nova unidade reforça o atendimento paliativo oferecido no Paraná, com um ambiente adequado para tratar os pacientes graves”.

O espaço oferece cuidados específicos e amparo psicológico aos pacientes e suas famílias. O objetivo é amenizar os sintomas da doença a partir de um tratamento humanizado. O local vai acomodar prioritariamente pacientes já em tratamento pelo SUS no Hospital Erasto Gaertner, mas também oferecerá atendimentos privados através de parcerias com operadoras de plano de saúde.

De acordo com o superintendente do HEG, Adriano Lago, o Hospice Erasto Gaertner é uma grande inovação no tratamento dos pacientes. “Tínhamos dificuldades em manter os pacientes paliativos junto aos pacientes que estão em tratamento curativo. Com essa estrutura vamos oferecer ambos os serviços de maneira adequada”, explica Lago.

O superintendente acrescentou que a nova unidade permitirá ampliar o atendimento no centro de tratamento principal do hospital, com a relocação do setor paliativo para o Hospice. Hoje a instituição tem cerca de 450 pacientes no atendimento paliativo. “A perspectiva é que, em 24 meses, tenhamos em torno de 900 pacientes em acompanhamento nessa nova estrutura”, indicou.

ESTRUTURA

A unidade conta com pronto-atendimento, ambulatório e 26 leitos humanizados. A decoração é voltada para a promoção da tranquilidade e acolhimento. A pintura é discreta e o ambiente recebe luz natural. Contempla, ainda, instalações para acompanhante e espaços de convivência. A nova ala foi construída no prédio onde funcionava o setor administrativo do hospital, no bairro Jardim das Américas.

Texto: Agência de Notícias do Paraná

Foto: Rodrigo Felix Leal

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*