Home / Notícias / Geral / Vaquinha solidária arrecada dinheiro para construção de casa na área rural da cidade

Vaquinha solidária arrecada dinheiro para construção de casa na área rural da cidade

Casa está em péssimas condições com frestas enormes, paredes e tetos desgastados e problemas estruturais. Foto: Marcos Zesutko

 

A solidariedade e a vontade de ajudar o próximo podem fazer do mundo um lugar melhor para se viver. Pensando nisso, o engenheiro civil Marcos Zesutko resolveu arregaçar as mangas e tomar iniciativa.

Morador da área rural de Araucária, Marcos e alguns vizinhos vêm ajudando um vizinho na arrecadação de materiais para a construção de uma nova casa. “O Leonardo perdeu a avó e junto com ela um pouco do ânimo. Ele trabalha com meu pai na lavoura e o que ganha serve apenas para pagar a energia da casa onde ele mora hoje. O problema é que essa casa pode cair a qualquer momento, está muita velha, tem problemas estruturais, frestas enormes, paredes e teto desgastados. Ele precisa de um local novo para morar”, conta.

O grupo já arrecadou portas, cerâmica para o banheiro, pisos laminados, cama, chuveiro, concreto. Para arrecadar o que ainda precisa Marcos criou uma “vakinha virtual”. Acessando o link as pessoas podem doar qualquer valor e contribuir com essa bonita iniciativa. “Se eu pudesse bancaria o que ainda falta sozinho, mas o momento é difícil para todos e não tenho como fazer isso. Conto com a solidariedade das pessoas”.

O projeto da nova casa já está pronto e foi feito por Marcos. Serão 23 metros quadrados de área total com cozinha, sala, quarto, banheiro e despensa. A intenção é começar as obras já no próximo mês, para isso o engenheiro pede a contribuição das pessoas. “ Do fundo do meu coração conto com a colaboração de todos aqueles que podem contribuir de alguma forma, com qualquer quantia”, pede.

O objetivo da campanha é arrecadar o valor de R$ 3 mil. Quer contribuir? Acesse o link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajuda-para-o-leo-realizando-um-sonho e faça sua doação. Os pagamentos podem ser realizados por boleto bancário ou diretamente no cartão de crédito.

Texto: Danielle Peplov

Publicado na edição 1146 – 17/01/19

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*