Home / Colunas / Delegado Recalcatti / Viabilizando recursos para a RMC

Viabilizando recursos para a RMC

No último final de semana, fui agraciado com uma homenagem entregue a prefeitos, vereadores e lideranças de municípios da parte Sul da Região Metropolitana de Curitiba, em solenidade num restaurante de Mandirituba promovida pelo jornalista Pedro Bala. A ocasião foi, para mim, muito especial por ter constatado a forte ligação que, como parlamentar, tenho consolidado com os municípios da RMC.

Tenho trabalhado arduamente para beneficiar e promover qualidade de vida nos municípios na RMC, seja na articulação com as próprias autoridades municipais, seja realizando a sua intermediação com a esfera estadual ou até mesmo federal. O resultado desse trabalho começa a aparecer e, nos últimos dias, pude divulgar nas redes sociais alguns investimentos que havia solicitado ao governo estadual.

Essas ações, obras e aquisições somam no total o valor de R$ 5 milhões para os municípios da RMC. Desta vez, busquei dirigir esses recursos para os pedidos que me foram encaminhados ao longo do ano por prefeitos, vereadores, lideranças comunitárias e instituições sociais. São investimentos que variam de valor, mas que atendem a antigas necessidades das municipalidades ou das comunidades mais carentes.

Cito como exemplos de investimentos mais simples dezenas de academias ao ar livre, veículos básicos para órgãos municipais, kits esportivos para equipes de bairros e construção de pontos de ônibus. Uma das minhas maiores preocupações foi prestigiar os pedidos voltados para a saúde, o que resultou na aquisição de ambulâncias, reformas de unidades de saúde e aquisição de sofisticados equipamentos hospitalares.

Um dos investimentos mais comemorados pelas comunidades é a construção de quadras de futebol society do programa “Meu Campinho”, que são protegidas por telas metálicas, têm iluminação para atividades noturnas e, via de regra, transformam-se em pontos de encontro das comunidades. Também encaminhei diversos pedidos para implantação de laboratórios de informática em escolas municipais, além de reforma em algumas salas de aula e de unidades educacionais.

Como se vê, os pedidos encaminhados aos parlamentares possuem as mais variadas destinações. O trabalho de viabilizar esses investimentos é árduo porque, como todos sabemos, a situação dos cofres públicos não está confortável. Os critérios e as exigências para as liberações são muitas. Mas vale o esforço de realizar dezenas de reuniões e audiências para tentar minimamente fazer com que esses recursos cheguem às prefeituras.

Publicado na edição 1189 – 14/11/2019

Sobre Redação

Redação

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos marcados com * são obrigatórios *

*